Racismo

21 jul

Para quem quer trabalhar com esse tema indico o filme “O menino do pijama listrado”:

SINOPSE: Alemanha, 2ª Guerra Mundial. Bruno (Asa Butterfield), de 8 anos, é filho de um oficial nazista que assume um cargo em um campo de concentração. Isto faz com que sua família deixe Berlim e se mude para uma área desolada, onde não há muito o que fazer para uma criança de sua idade. Ao explorar o local ele conhece Shmuel (Jack Scanlon), um garoto aproximadamente de sua idade que sempre está com um pijama listrado e do outro lado de uma cerca eletrificada. Bruno passa a visitá-lo frequentemente, surgindo entre eles uma amizade. título original: (The Boy in the Stripped Pyjamas) lançamento: 2008 (EUA) (Inglaterra)     direção: Mark Herman atores: Asa Butterfield , Zac Mattoon O’Brien , Domonkos Németh , Henry Kingsmill , Vera Farmiga  duração: 94 min      gênero: Drama

“Vista a minha pele” é uma divertida paródia da realidade brasileira. Serve de material básico para discussão sobre racismo e preconceito em sala-de-aula.

SINOPSE: Nesta história invertida, os negros são a classe dominante e os brancos foram escravizados. Os países pobres são Alemanha e Inglaterra, enquanto os países ricos são, por exemplo, África do Sul e Moçambique. Maria é uma menina branca, pobre, que estuda num colégio particular graças à bolsa-de-estudo que tem pelo fatode sua mãe ser faxineira nesta escola. A maioria de seus colegas a hostilizam, por sua cor e por sua condição social, com exceção de sua amiga Luana, filha de um diplomata que, por ter morado em países pobres, possui uma visão mais abrangente da realidade.

O livro “Diário de Anne Frank” também pode enriquecer as aulas:

SINOPSE: Publicado originalmente em 1947, “O Diário de Anne Frank” já foi lido por milhões de pessoas em todo o mundo. Esta edição, porém, traz pela primeira vez a íntegra dos escritos de Anne, com todos os trechos e anotações que o pai da menina cortou para lançar a versão conhecida do livro. É comovente descobri que, no contexto tenebroso do nazismo e da guerra, ela viveu problemas e conflitos de uma adolescente de qualquer tempo e lugar. Neste volume, o leitor acompanha o desabrochar da sexualidade de Anne, surpreende-se com a relação conflituosa que a jovem tinha com a mãe e se emociona com sua admiração sem reservas pelo pai. Anne registrou admiravelmente a catástrofe que foi a Segunda Guerra Mundial. Seus diário está sempre entre os documentos mais duradouros produzidos neste século, mas é também uma narrativa terna e incomparável, que revela a força indestrutível do espírito humano.

Edição : 2003
Idioma : Português
País de Origem : Brasil
Número de Paginas : 349

3 Respostas to “Racismo”

  1. Aline julho 22, 2010 às 2:23 pm #

    Ótima iniciativa falar sobre um assunto ainda tão delicado hoje em dia. Ficou muito boa a nova interface do seu blog. Parabéns!

  2. Magno D'leon julho 22, 2010 às 6:05 pm #

    É impressionante como o racismo ainda faz parte da nossa sociedade, a surpresa está no fato de termos origens diversas, negro, índio, “pobre”, rico, etc. Por que o racismo então?

    • sheilaluiza setembro 29, 2010 às 5:25 pm #

      Por que na verdade o racismo esta relacionado a sentimentos e não literalmente na raça, já que, encontramos pessoas que são racistas com suas próprias raças. ABC

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: